50% de desconto Pingo Doce oferece 100% de reposicionamento da imagem de marca

Passado um ano desde que uma iniciativa inédita de desconto de 50% atingiu Portugal de lés-a-lés no dia 1 de Maio, o Pingo Doce volta a ser lembrado, com notícias e rumores que atingem as redes sociais e que contagiam a imprensa sobre a eventualidade de repetirem a mesma ação. Pois, se na altura, o caos gerado, a eventualidade da multa da autoridade da concorrência, ou a ainda desconhecida estratégia de reposicionamento da cadeia de supermercados pelo preço baixo levaria alguns críticos a apontar uma investida falhada por parte da cadeia de lojas do Grupo Jerónimo Martins, pois bem, sem que se recorra a cálculos financeiros sobre retorno em vendas, quotas de mercado ou impacto noticioso (algo que será desnecessário medir dada a mediatização que a campanha alcançou ao ponto de ter sido motivo de vários sketchs humoristicos – algo que todos os marketeers gostariam de alcançar para as suas marcas), estamos certos de que esta iniciativa completamente fora da caixa permitiu ao Pingo Doce perpetuar um posicionamento low cost que lhes dá acesso a uma imagem de marca que se alinha com a estratégia da vantagem competitiva de preços baixos.

Num mercado amplamente competitivo, onde os territórios das marca de quase todos os supermercados procuram conquistar a imagem de preços baixos, esta campanha teve o engenho de alcançar esse fim para o Pingo Doce da forma mais rápida e bem entendida e com repetição quase contínua, ao ponto de ainda hoje, passado 1 ano, ainda volte a ser notícia pela hipótese de se repetir.

Desconto Pingo Doce 50% falso - 14 de Novembro

50% desconto Pingo Doce falso – 14 de Novembro

Com o sucesso dessa ação de promoção, o Pingo Doce pode hoje gerir a sua imagem de marca em proveito da rentabilidade. Sempre que o consumidor pensar em ir às compras com garantia de poupar dinheiro, irá imediatamente disparar a associação do Pingo Doce e da sua irreverência e posicionamento de baixos preços e promoções que valem a pena –  um pouco em linha com a mesma identificação que podemos extrair do posicionamento do IKEA e as suas campanhas de abertura de loja onde largas dezenas de consumidores que pernoitam para serem os primeiros clientes, recebem vales de compras. Este goodwill automaticamente gerado e promovido pela confiança da eventualidade de ser verdade leva a que ao longo de 2012 e 2013 terem sido partilhadas na net vários rumores de novas campanhas idênticas, mas nunca reais. Foi pois uma ação que alcançou o resultado desejado e que é o mais difícil de controlar, um reposicionamento da identidade da marca na percepção do consumidor. Foi tão bem conseguida que o consumidor nem questiona quando vê nestas superfícies à venda produtos com preço mais caros mas com a chancela de “Preços sempre baixos”, como é o caso deste magnifico azeite Gallo.

Publicidade enganosa - preços sempre baixos

Vamos esperar que com o tempo não se esgote a fonte do encantamento dos clientes e que a imagem de marca do Pingo Doce não passe para um campo de menor confiança gerada por eventos de menor cuidado e preços altos como estes. Até lá, partilhamos um caso a seguir e de sucesso.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s